quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Se

Se eu pudesse...
Se você quisesse...
Entre tantos se's
Existe um nó's
Existe um laço
Duas pontas que (se) enlaçam
Nó's. Dois
O desenlace desse nosso caso
Infelizmente ficou ao acaso...

9 comentários:

Paulo Mauricio disse...

Simplesmente genial...

Alunos do FundamentaI II (Colégio mediterrâneo) e Profª Karina Neves disse...

AMEI!! Se não fosse esse SE, quase tudo seria possível... Desate os nós e fique entre vós, e sejas feliz!! beijos, karina

Maiara Bonfim disse...

Belo texto!
Acho que o mais profundo dos últimos tempos.
Uma relação que de "nós" ficou apenas no "nó"...

Tenho uma suposição:(ousadia, né?!)

Havia um nó, certo?!


para o nó desatar e virar nós ele precisa apenas de um "s", certo?!


o problema é que sempre que vinha o tal "s" ele não vinha sozinho

ele vinha sob a forma de um "SE"

daí não formava nós nunca!


Você não merece nó,
Você não merece SE

Você merece um "NÓS" por inteiro.
É isso!

Emanuela Carvalho disse...

E por que o desenlace ficou ao acaso?
Nada disso!!!!
Desfaçam esse nó, já!
Bjoca!

Louise Cardeal disse...

Pois é Mô, 'Se'...

Perfeito!

Naira disse...

Você como sempre fazendo coisas maravilhosas que mechem com o sentimento de qualquer um! Perfeito como sempre,inovador como só vc sabe.

ligia disse...

Com certeza o acaso faz parte da vida de todo mundo!!esse lindo texto me lembrou essa música de Teatro Mágico...

"E quando o nó cegar
Deixa desatar em nós
Solta a prosa presa
Luz acesa
Já se abre um sol em mi maior"

ligia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
THIARA disse...

Arrasoou :]